sexta-feira, 28 de março de 2008

Terminei a tese!

Terminei a tese. Enviei-a ontem pelo correio aos professores que estarão na banca de defesa daqui a um mês. Simples assim! Quando se escreve uma tese parece que esta palavra nunca vai chegar: “terminei”. De fato, ao menos para mim, chegou à revelia. Eu queria continuar escrevendo. Ainda tanto a dizer e... tanto a ler para poder dizer. Hoje, ainda muito cansada, veio-me a lembrança de tudo. Quando disse que esta tese me deu muito, não estava brincando. Creio que vivi, nos últimos quatro anos, os mais felizes da minha vida. E olha que não acho que minha vida tem sido ruim há pelo menos dez anos! Nada do que eu poderia ter hoje devido ao meu emprego – que me pagava quase três vezes mais do que ganho com a bolsa de doutorado – poderia se comparar a todas as experiências que me dei durante este tempo. Eu sinto como se tivesse sido um grande mergulho em tudo que me espanta, me comove, me leva adiante, me tira do comezinho da vida. Não apenas o ano em Paris, nem as tarde na Biblioteca Nacional Miterrand, mas o tempo em Rio Preto, onde conheci pessoas maravilhosas, o tempo em Campinas onde vi milhares de filmes, o tempo em Sampa onde vive o amado e agora vivemos. Dei-me o direito de vivenciar tudo que apenas pressentia – as peças de teatro (minhas longas incursões ao subúrbio de Paris para acompanhar o Ano Beckett; os muitos shows, teatro, dança de Sampa). Se pudesse, viveria estes quatro anos por todo o resto da minha vida... E, no entanto, sei que a vida tem que continuar, ir mais adiante, avante. Estou pronta, como sempre estive para a vida!
Categories:

5 Palavrinhas:

Sérgio Rivero disse...

Que Legal, MI! Adoro ser o primeiro a te dar os parabéns! Vai ser o começo de MUITA coisa boa!

Lendo o seu post, lembrei de uma escolha que fiz já a mais de 14 anos...Quando joguei fora o paletó de bancário pra ter uma vida muito mais interessante e repleta de alegrias (mas com um salário pequenininho...risos).

Escolher a alegria da descoberta, o novo sempre renovado, os horizontes e, claro, as pessoas com quem a gente vai encontrando é uma experiência maravilhosa!!!

Você vai ver como as aulas são algo que faz a gente aprender...Encontrar no outro muito mais do que dá...Uma fonte de alegria e descoberta tão interessante como tudo mais!

Beijo Beijo.

Halem Souza disse...

Milena, primeiramente, meus parabéns. Concluir um doutoramento não é para qualquer um. E ao dizer que viveu momentos muito felizes nesses quatro anos me leva a pensar que este é um empreendimento que vai muito, mas muito além da simples qualificação profissional (que, infelizmente, percebo ser a primeira preocupação de muitos colegas que tenho aqui em BH, que não produzem nada muito significativo naquilo que fazem)

Espero poder ler sua tese depois. Um abração.

Fictícia disse...

Simplesmente, sinceramente, e alegremente te digo : parabéns !! Ufa !! É isso aí !!!! Que bom que foi um tempo de descobrimentos, realizações e de tudo o mais ! Um abraço !

Olga disse...

Parabéns! Não é uma delícia a sensação de concluir uma etapa da vida?
Beijo

Chico Zé disse...

Ah... bem... Parabens parabens parabens...
Pelo fim da tese, pelo concurso e por me aguentar... rs

beijo de amor