quarta-feira, 8 de julho de 2009

uma vaca ou uma cabra?



Semana passada, às gargalhadas, eu saí com esta, enquanto o pai do Poeminha dizia que eu estava linda:

- Estou parecendo uma vaca! Ou melhor, estou parecendo a cabra de Picasso. Barriga enorme! Tetas enormes! Feia e sublime!

Porque não perder o humor, quando se perde a silhueta, é fundamental.
.
.
Categories:

3 Palavrinhas:

Tata disse...

vixe, difícil de acreditar. esse teu poeminha tem feito de você poesia em forma de mulher. mãe.tenho certeza.
bjo grande.

Euza disse...

Ah, querida, pra mim humor é essencial sempre. Ma no caso do poeminha, razão maior pra se estar de bem com a vida né? E silhueta... bom, esta tem a forma das nossas escolhas - até mesmo qdo o tempo já não é tão amigo dela! rs...
Beijo queridona!

Ilaine disse...

Milena!

Vaca ou cabra... Tanto faz!
Deves estar linda sim, pois carregas um poeminha contigo.

" Nas tuas mãos" - sim, vais gostar.
"Fazes-me falta" é também muito bom.

Fique bem, menina
Beijo