domingo, 28 de dezembro de 2008

reflexões do meio da noite

um dia, quando estava fazendo a tese, o msn não funcionou. não o fato do msn não ter funcionado, mas minha reação. dolorida. histérica. fui em todas as alternativas que minha ignorância permitia. e nada. sentia meu corpo tremer. e veio o choro convulsivo. eu só queria alguém para conversar. não para dizer que não conseguia fazer a tese, mas sim para o contrário. para dizer que estava tudo bem. isto é, para mentir. é a loucura da tese. a loucura da solidão, que só percebemos muito tempo depois, quando a tese está feita. quando a solidão não existe mais. e temos a impressão de voltarmos à normalidade. agora, quase nunca entro no msn, a não ser para falar com minha melhor amiga. e damos altas risadas, se fosse possível ouvir as risadas, expressas por simples e incompletos rsrsrs. agora estou em paz. agora, fico horas na rede - a que balança e faz ruído que deve atrapalhar o vizinho. muito menos do que queria, mas o suficiente para ler um livro inteiro e chorar e sorrir com ele. estou em paz. e estou feliz. e por isso perdôo; o perdão como forma de esquecimento - e cantarolo, se assim soubesse: não há o que perdoar. há tão-somente oito meses de traição. de abandono. e vejo que eu mesma abandonei muito antes. e mesmo assim sinto. porque sempre desejei alguém mais forte do que eu, mais lindo do que eu - que tivesse coragem de me dizer o que eu mesma não tive coragem de dizer. e não foi assim. foi tão normal, tão novela das seis, tão homem funcionário público - o que havia de diferente na nossa relação? e a resposta é um grande nada vazio. não conseguimos ser nós mesmos - a parte mais difícil. talvez toda mulher sinta estes anseios que nada têm a ver com a máscara de libertação que demoradamente construímos. vejo os destroços. e sinto uma certa tristeza nos destroços. porque o perdão só vem quando o amor se vai. se esvai. aquele foi. eu procuro em mim aquele amor pelo amado e só sinto a dor da traição, porque foi ela que tocou em algo que dói apenas em mim e tem a ver com as dores daquela criança que nunca deixei de ser. mas agora a criança acredita de novo. não apenas no amor, mas em tudo. acredita na vida que a adulta construiu. acredita que ela é bonita. é estressante, mas é bonita. é todo ela envolta por uma fantasia. a fantasia de viver em um mundo bonito para além do mundocão. e isto se deve não apenas ao ney, embora ele tenha uma grande porção. ele é bonito. gosta de tudo que eu gosto, e não apenas porque eu gosto. gosta com seu ar blasé, com seu jeito super ativo; tem horas que leio um livro e ele joga no meu celular supercaroesuperchique que eu jamais usarei as funções; comprei apenas porque é bonito e é vermelho - ; até que se cansa e vai embora quando a clausura do meu apartamento lhe sufoca. e volta dizendo que sente saudade. e eu sinto nitidamente que ele sempre irá. porque ele sabe o que quer, para além de mim. e me sinto feliz com isto. ele vai sem nenhum rancor, apenas porque reconhece que sou uma senhora esquisita. talvez seja apenas agora porque é o princípio e juramos dizer sempre a verdade doaaquemdoer - mas o que importa o futuro se o porvir é sempre incerto? é daí que vem o perdão. quando eu sinto que estou muito melhor, repetindo na minha vida aquela música que Bethânia canta com tanta dor. eu digo quase sem dor. apenas com este peso de quem pensa as palavras::::: e as palavras me dizem agora que estar reclusa no ano que quase inicia é um desejo antigo e ansiado. abro as portas apenas para eles. o resto do tempo divido entre minhas fobias, minhas manias, minhas tarefas e minhas paixões. leituras músicas armários arrumados livros limpos um a um. sim, ninguém agora pode me atingir. estou forte e inteira e amada. e amo. amo todos. e amo.
.
.
.
se eu não voltar aqui antes do ano novo, quero dizer que este blog, embora eu escreva sempre como quem escreve para si mesma, tem um imenso prazer de saber que meia dúzia de pessoas o lê vez ou outra.
...
...
...
feliz ano novo a todos.
Categories:

10 Palavrinhas:

Cecília disse...

Olá Moça...
Loucura essa fase de tese, né?

Bem, estou passando para desejar
FELIZ 2009!
Que o Ano que está para nascer (e em toda sua vida) seja repleto de muita Luz, Paz, Saúde, Amor, Fé, Prosperidade, Sucesso, Harmonia, Igualdade, Perdão, Conquistas, Sonhos, Felicidade, Realizações, Esperança, Força, Amigos, Liberdade, Desafios, Solidariedade, Respeito, Alegrias, Humildade...

Quando surgirem adversidades, que haja muita Paz de Espírito, Equilíbrio, Paciência, Sabedoria...

Beijossss

Rubiane disse...

Você deveria receber uma condecoração, por ter resgatado a sua capacidade de ser feliz, do jeito que você é. Ato heróico. Que possamos nos ver em 2009 e em todos os anos vindouros, muita saúde, paz e felicidade.
Beijos das terras no mangue,
Rubiane

QuincasB disse...

ainda q não goste de pêssego (como diria o outro, que fazer?), abração de anonovo

Olga disse...

As pessoas que vêm aqui ler o blog vez por outra também têm imenso prazer em vir aqui, fique certa!
Beijo e um grande 2009!!!!

fabiola disse...

miiiii, fiquei tocada demais com esse post!É perfeito!! A traição quem comete somos nós mesmas, quando nos distanciamos, abandonamos antecipadamente e nem percebemos! Que bom que vc se reinventou!!! Lindo!
beijos

. disse...

Milena FELIZ 2009. 2008 me trouxe pessoas muito lindas e bacanas e é uma honra poder ter conhecido você e tomado algumas cervejinhas na sua companhia (eu ainda espero as fotos, carapálida). Que em 2009 a gente ainda possa conversar muito, quem sabe eu não pego emprestado toda essa sua sabedoria hein? Sobre o comentário que você fez no meu blog, sobre os meus tantos textos de amor, pois é minha cara 2008 não foi um ano de sorte no amor, mas eu termino com a certeza maior do que melhor que ser amado é amar, mesmo que isso me doa as entranhas. Beijos.

"porque o perdão só vem quando o amor se vai." - fiquei pensando: precisa ser assim, necessariamente?

loba disse...

Oi queridinha!!! Saudades estava eu desta escrita intimista e bem elaborada!
Menina, eu amei seu presente! Te vi mar, te senti brisa! Bonito isso!!!
Mas hj vim pra agradecer sua presença em minha vida e desejar que os bons momentos se multipliquem.
Um 2009 do jeitinho que vc deseja, viu?
Beijos muitos
PS. estou tão ou mais ausente que vc, portanto atrasos são naturais e a gente entende! :)

Johnny Dias disse...

eu não posso dizer o segredo oco e dolorido que acabo de descobrir em suas palavras.
Que droga, eu estou chorando, e acho que você vai entender o motivo: eu sou como voce descreveu - eu vivo a sua vida - nós somos o outro do outro, o eu do outro: um ser doente - um ser do ente.
Chega, eu estou chorando - e a última vez que chorei com um escrito foi com ''Montanha Mágica'' ... chega!

Cris Madame disse...

Uau !!!! Feliz 2009, Mi !!!! Como sempre vc escreve pra vc. spbre vc e nas entrelinhas (que eu nem sempre consigo decifrar, apesar de ficar moóóóóóóórrendo de curiosidade )!! hahaha !! bjos

Tata disse...

lindas as cores da tua caminhada.
flor, um 2009 novinho em folha pra ti, pronto pra ser tudo o q vc estiver disposta a fazer dele...
bjo grande!!