quarta-feira, 24 de setembro de 2008

é o que me interessa, de Lenine

muitas músicas têm me composto nestes tempos. E de Labiata eu transcreveria várias. Mas esta é tão perfeita. é tão lenine. é tão milena. o replay não para de funcionar. me tocando bem fundo, lá no fundo, bem fundo, borboleta no deserto. chama-se "é o que me interessa".

daqui desse momento
do meu olhar pra fora
o mundo é só miragem
a sombra do futuro
a sobra do passado
assombram a paisagem
quem vai virar o jogo
e transformar a perda

em nossa recompensa
quando eu olhar pro lado
eu quero estar cercado
só de quem me interessa
às vezes é um instante
a tarde faz silêncio
o vento sopra a meu favor
às vezes eu pressinto
e é como uma saudade
de um tempo que ainda não passou
me traz o seu sossego
atrasa o meu relógio
acalma a minha pressa
me dá sua palavra
sussurra em meu ouvido
só o que me interessa

a lógica do vento
o caos do pensamento
a paz na solidão
a órbita do tempo
a pausa do retrato
a voz da intuição
a curva do universo
a fórmula do acaso
o alcance da promessa
o salto do desejo
o agora e o infinito
só o que me interessa

isso do tempo. de ser só o que interessa - sou eu susssurrando no meu ouvido. sou eu dando minha palavra. sou eu trazendo o meu sossego. sou eu atrasando o meu relógio. sou eu acalmando minha pressa.

eu tenho muito medo destes músicos. eu tenho medo dos poetas. dos escritores. tenho um medo danado de quem transforma em palavras. tenho medo. mas tenho também amor.
Categories:

3 Palavrinhas:

adelaide amorim disse...

Há mesmo uma estranheza no mundo, no tempo, no amor. É daí que vem a poesia ;)
Beijo pra você.

pedro disse...

teste da plataforma.

pedro disse...

Te achei! estava procurando qualquer coisa que me dissesse que você existia mesmo, já que não respondeu meu e-mail. Pensei que se você é doutora, devia ter alguma coisa no santo google. Encontrei seu texto sobre um escritor. Não entendi muito, mas li e fiquei morto de vergonha lembrando de como falei sobre o livro que eu não sabia nem o nome do autor. Aí encontrei o blog, assim que abri mesmo com esta foto de costas eu soube imediatamente que era você por causa dos cabelos molhados. Dona Milena, e agora? Chegou bem? A plataforma do Nordeste está em alto-mar à deriva e minhas mãos ainda estão molhadas... Tudo que falei no e-mail é verdade. Responda por favor.