domingo, 16 de maio de 2010

regional versus universal

*
*
*
brinco de menina levada no meio da noite. e como uma criança egoísta e malvada, encanto-me com meu próprio gesto, correndo o risco de me afogar no meu lago narcísico. estou cada vez mais convencida de que o grande barato da vida é ter o impulso - qualquer um. e quando é um que te oferece um risco, que seja ele que te defina. no meio de toda farsa, de toda pose, poder sorrir para dentro é a verdadeira saída. eu não quero espantar os anjos que devem rondar por aqui... eu quero dizer somente que eu estou feliz como há muito tempo não me sentia. como talvez eu tenha me sentido poucas vezes na vida. e tudo isso porque, de repente, eu sinto uma fé tremenda em mim mesma. e sim, mesmo diante do lago, eu ainda reconheço: muita gente me ajudou a chegar até aqui, até a este ponto, diante deste lago, observando a minha face - que balança.
*
*
*
Categories:

2 Palavrinhas:

Halem Souza disse...

Que bom percebê-la feliz. Ter fé em si mesmo não é pra qualquer um... Um abraço.

vovó ziza disse...

não é dos fortes a vitória, nem dos que correm melhor, mas dos fiéis e sinceros...
ouvi de meu pai a muiiiiiiito tempo atrás e dou a vc como recebi, graciosamente.Num mundo como o que nós vivemos, vc é uma heresia, deixa purpurina nas maõs de todos, mas continue sendo fada, dói um pouco mas vale a pena.rsrsrsr